X
Menu
X

Raiz da amargura e ódio

por Shirla Lacerda
(Professora do Centro de Treinamento Bíblico Rhema)

Sou muito atraída pelo trabalho que é feito com adolescentes. Eu fui alcançada por Deus na minha adolescência. Deus me chamou nessa idade. Esses momentos de ajuntamento é para proporcionar o seu crescimento e aperfeiçoamento. Tudo isso vai proporcionar amadurecimento e direcionamento daquilo que Deus quer fazer na sua vida.

Tive um direcionamento de Deus para falar sobre a amargura e o ódio.

“Rogo-vos, pois, irmãos, pela compaixão de Deus, que apresenteis os vossos corpos em sacrifício vivo, santo e agradável a Deus, que é o vosso culto racional” (Romanos 12.1)

Esse culto racional é o nosso serviço a Deus que envolve a nossa alma. Ele não quer somente o nosso espírito. Ele quer nossas três áreas: espírito, alma e corpo. Eu preciso amar ao Senhor em todas as áreas do meu ser.

Não vivemos mais na esfera superficial. O mundo é superficial. Mas, não é assim conosco que recebemos a Palavra. Paulo fala da renovação completa que deve acontecer em nossa mente. Nós é que tomamos a decisão de viver novos ideais e atitudes.

Se permitirmos pensamentos de fraqueza, de fracasso, a nossa emoção vai ser controlada por eles.

Os novos ideais e atitudes devem ser aqueles que recebemos quando nascemos de novo. Devemos nos despir do velho homem e suas atitudes velhas e, nos vestirmos do novo homem e suas novas atitudes. Independentemente de coisas e pessoas que tentam nos desviar, devemos manter a nossa atitude correta. Jesus soube controlar as suas atitudes e manteve sua posição correta.

Você pode ser daquelas pessoas que dizem que não leva desaforo para casa. Mas, o sacrifício vivo, santo e agradável a Deus deve prevalecer. Assim, não devemos responder à mesma altura quando fizerem algo de errado conosco.

“Segui a paz com todos, e a santificação, sem a qual ninguém verá o Senhor” (Hebreus 12.14)

Muitas vezes, o sacrifício é nos calarmos mesmo. Devemos seguir a paz com qualquer pessoa. A palavra santificação também não foi abolida da nossa Bíblia. É desejo de Deus que nos santifiquemos. A santificação vai colocar as diversas áreas de nossas vidas sujeitas à Palavra de Deus.

Às vezes, pessoas que você ama serão usadas pelo diabo. Cabe a você não ficar confrontando e responder mal àqueles que lhe ofendem ou dizem algo que você não gosta. Não pode gritar, responder alto, confrontar, chutar o sofá e rebater o que os pais dizem. Isso não é santificação.

Onde está o seu amor? É preciso seguir a paz, mesmo que um vulcão esteja em erupção lá fora. Temos que mortificar a nossa carne e deixar que a Palavra aja em nossas vidas. Ninguém verá o Senhor em sua vida se você não seguir a paz e a santificação.

E o escritor de Hebreus continua: “Tendo cuidado de que ninguém se prive da graça de Deus, e de que nenhuma raiz de amargura, brotando, vos perturbe, e por ela muitos se contaminem” (Hebreus 12.15)

A raiz de amargura não brota da noite para o dia. Ela vai crescendo sutilmente. É preciso ser vigilante com o tipo de sentimento que vem ao coração, é como uma laranja podre dentro de uma caixa de laranjas saudáveis. A podre pode contaminar todas as outras. Deus nos chamou para afetarmos positivamente a vida das pessoas. Use as suas palavras sabiamente.

“Então o Espírito do Senhor se apossou dele tão poderosamente que despedaçou o leão, como quem despedaça um cabrito, sem ter nada na sua mão; porém nem a seu pai nem a sua mãe deu a saber o que tinha feito” (Juízes 14.6)

Vamos ver o exemplo de Sansão. Ele era um homem ungido da parte de Deus. Ele foi escolhido por Deus para fazer coisas grandiosas. Havia uma força extraordinária em Sansão. Mas ele, com sua força, matou muitos homens e se afeiçoou por Dalila, uma pessoa que não tinha uma aliança com Deus.

No mundo, é comum as pessoas ficarem com duas ou três pessoas. Mas, você não é do mundo. A Bíblia fala do jugo desigual, que não devemos fazer aliança com quem não conhece ao Senhor. Luz não combina com trevas. Você não é qualquer pessoa.  Submeta seus relacionamentos a Deus. O Senhor quer guiar sua vida. Não é para parar de conversar com as pessoas ou bloquear o Facebook. Mas, é para tomar cuidado para não ser influenciado por elas.

Sansão não foi sábio e se envolveu com Dalila e, ela começou a perturbar Sansão todos os dias, como está escrito em Juízes 16.16. Isso foi criando uma raiz de amargura e angústia no coração de Sansão. Ele, então, conta o segredo de sua força para Dalila. Assim, Sansão ficou totalmente exposto. O Senhor se retirou de sua vida e ele ficou desconectado da fonte do poder de Deus. Furaram os olhos dele. Ele perdeu sua visão. Por fim, Sansão virou escravo.

Quando deixamos nossas emoções serem influenciadas por um caminho contrário a Deus, nós também perdemos a visão espiritual. A amargura que deixamos acumular pode virar uma árvore frondosa. Mas, Deus quer arrancar esse mal de nossas vidas pela raiz.  

Deus não chamou você para ser escravo. Mas, para libertar esta geração. Você carrega algo especial de Deus para libertar o povo. Assim, você não deve permitir qualquer sentimento negativo, de ira, de amargura influenciar suas emoções.

Mesmo Sansão perdendo o foco e sendo escravizado, ele ora ao Senhor. Por mais que chegue ao fundo do poço ainda há resposta pra você. Seu testemunho pode ser diferente. Você tem a Palavra de Deus, atitudes novas e o poder de decisão. Você é que decide o que sentir. Você não vive pelo que sente. Você vive pelo que crê.

“E acontecerá, naquele dia, que a sua carga será tirada do teu ombro, e o seu jugo do teu pescoço; e o jugo será despedaçado por causa da unção” (Isaías 10.27)

Isso pode ser feito hoje em sua vida. Deus nos ama tanto que, mesmo que com todas emoções contrárias, você é elevado à presença dEle. Aquilo que antes o aprisionava não aprisiona mais. Qualquer tipo de sentimento negativo, a unção de Deus despedaça.

*Trechos da mensagem de Shirla Lacerda na Conferência Submersos, em Abril de 2019.
Compartilhe

Postagens Relacionadas

Nossas emoções não são inimigas “Guardar a Palavra” foi o tema abordado no último Culto Bimestral para Homens e Mulheres
Deixar um comentário

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Please type the characters of this captcha image in the input box

Por favor, digite os caracteres desta imagem na caixa de entrada