X
Menu
X

Otimizando meu ensaio

maercio

 

 

 

 

por Maércio Mendes

*Fonte: Portal Verbodavida.com

Visando uma qualidade melhor nos nossos ensaios, é interessante aproveitar ao máximo cada momento, gerando um prazer para a equipe e não um tormento, com um ensaio sem ordem. Com isso, é interessante termos nos nossos ensaios um cronograma de atividades, para não usarmos aquele velho jargão “no ensaio não deu tempo fazer nada”.

Uma boa dica para dividirmos o nosso ensaio é ter um tempo teoricamente pré-definido para cada momento, por exemplo, costumamos dedicar sempre duas horas para um ensaio, dividindo assim, nos primeiros 30 minutos, um momento de reflexão, onde trazemos algumas instruções da Palavra, ou em outros momentos quando a visão está bem estabelecida ao grupo.

Dar oportunidades aos integrantes para ministrarem uma palavra com temas já pré-definidos, trazendo a eles a responsabilidade de estarem estudando a Palavra e como consequência, todos crescendo no conhecimento da Verdade ou até mesmo fazendo mensalmente resumos das Epístolas, onde em cada primeiro momento dos ensaios alguém lê um capítulo e no último fim de semana do mês além de entregarem o resumo, pode se dividir os capítulos por equipe, elaborando algumas perguntas e fazendo um breve simpósio com a Epístola.

Além de gerar comunhão entre o departamento, o aprofundamento do estudo da Palavra seja para ministrar, seja para resumo, vai trazer mais maturidade espiritual ao grupo, deixando um ambiente mais propício a Manifestação do Espírito.

Nos sobraram então uma hora e meia para o ensaio técnico, onde cada canção pode ser passada no mínimo duas vezes para trazer mais segurança a equipe, mas o grande vilão aqui é que só o violonista tirou ou pegou (depende de sua região) a música, pois o baterista, o guitarrista, o baixista e o Back Vocal ainda nem sabem quais musicas vão ser ensaiadas, gerando aquele tremendo mau estar no ensaio e desânimo aqueles que se esforçaram e se anteciparam nas canções. ( Na próxima série vamos fazer alguns modelos de organização de repertório)

Cabe a cada um ser responsável por trazer o repertório que vai ser ministrado no ensaio preparado, para que quando nos reunamos, só seja feito alguns ajustes, ou ainda você pode delegar alguém de sua equipe a ficar responsável pela parte de coordenação musical, ficando à este o trabalho de pegar todo andamento das músicas a serem ensaiadas, isso lógico, dependendo no nível de maturidade técnica do seu grupo.

Sabendo que nossa dedicação aos nossos instrumentos não pode ser apenas nos momentos em grupo, você precisa tirar tempo a sós com seu instrumento para que haja um desenvolvimento.

No ensaio não seja tão metódico, ao ponto de terminar uma canção e rapidamente começar outra, sempre dê um intervalo entre uma canção e outra, para os instrumentistas fluírem, lógico que com ordem e decência, salmodie ao Senhor incentivando a todos fazerem isso também, comesse a gerar em seu ensaio um ambiente de Adoração, faça de seu ensaio um culto a Deus.

Quando todos chegarem ao ensaio com as canções preparadas, cheios da Palavra pelas ministrações do grupo e resumos das Epístolas, a prioridade da Adoração vai ganhar força no seu ensaio, não serão mais ensaios naturais, todos como uma equipe começarão a entrar em outro nível.

Compartilhe

Postagens Relacionadas

Deixar um comentário

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Please type the characters of this captcha image in the input box

Por favor, digite os caracteres desta imagem na caixa de entrada