X
Menu
X

Uma grande festa das nações! Assim foi o encerramento do #JPN2018

A manhã de domingo, o encerramento do Jovens Para as Nações 2018, começou com fervor e intensidade no #OREJPN. Os Jovens Verbo da Vida sede conduziram o período de louvor e adoração. Os projetos sociais: “Classe A”, “Noite a Dentro”, “Resgate” e “No coração do Sertão” expressaram como a igreja pode se mover e impactar a sociedade com o amor, a compaixão e o cuidado de Deus por vidas.

O pastor Norberto Cunha, junto ao pastor João Roberto, honrou toda a equipe de trabalho do JPN e a diretoria, agradecendo por todo o esforço e empenho de cada um nesses dias.

Guilherme Ardilles, missionário no Uruguai, falou sobre a obra nesta nação e de como a palavra da fé tem avançado. Ele ressaltou ainda que a alegria do povo brasileiro faz a diferença, ela tem cativado os uruguaios.

No primeiro período de pregação da Palavra de Deus, o pastor Perilo Borba trouxe uma mensagem sobre dedicação ao Senhor. Ele disse que existem prioridades para solteiros e casados, ressaltando que quando nos casamos Deus divide a dedicação, intensidade, que devemos dar a Ele com o cônjuge. Mas, para os solteiros a responsabilidade é de se dedicar 100% a Deus.

Podemos viver para Deus ou para alguém, mas não temos a opção de viver para nós mesmos porque Deus não é egoísta.

O preletor lembra aos jovens de que a vontade de Deus não se limita a um ministério e a um chamado, se trata de um modo de vida e esse modo de vida faz parte do nosso ministério. Os jovens foram estimulados a viver sob uma consciência de que não se pode viver para fazer a própria vontade considerando que, buscar os próprios interesses é ir contra a vontade de Deus. Pois, viver para Deus é viver para pessoas.

No segundo tempo, o Pr. Augusto Bandeira convidou os jovens a olhar para Jesus, como a Palavra relata que Ele se movia, se comportava, mesmo quando estava sendo pressionado por uma multidão. O ministro fala sobre a importância do tempo de comunhão e relacionamento com Deus e a Palavra dEle.

Quando estamos no campo, não estamos representando somente uma cidade, um estado ou uma nação, mas o próprio Jesus e, assim como Ele precisamos estar dispostos a fazer o que precisa ser feito.

Sendo assim, Augusto enfatizou que a igreja está unida em Cristo, por isso, é imperativo que a unidade seja preservada e constantemente fortalecida. Demonstrando essa afirmativa, ele convidou todos os jovens a frente para em uma única voz cantarem que “Somos um, em Ti“.

Em uma grande festa dos santos todos celebraram com intensidade ao Senhor, com muita alegria e gratidão em seus corações por tudo o que Ele os proporcionou nesses dias. Com certeza, o JPN 11 ficará marcado na memória. E grandes são as expectativas para a próxima edição do evento!

Compartilhe
Tags

Postagens Relacionadas

Tempo de Consagração e manifestações do Espírito, foi assim o terceiro dia de JPN 2018 Autorresponsabilidade e Preparação foram as notas ressaltadas nos workshops no #JPN2018 Jovens ajoelhados aos pés do Senhor, foi assim que ficou marcada a segunda noite do #JPN2018 É hoje! O Brasil se encontra aqui… no 11º JPN
Deixar um comentário

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Please type the characters of this captcha image in the input box

Por favor, digite os caracteres desta imagem na caixa de entrada