X
Menu
X

Espírito Santo

Faça valer a pena
1 Tessalonicenses 4:13, Paulo nos alerta sobre ser ignorante a cerca de um assunto, de não ter as informações corretas. E ele pontua dois grupos de pessoas, os que não tem esperança e os crentes. Os crentes tem esperança! Nós que temos esperança vamos ficar parados diante do mundo que não tem? Atos 17:15, o que Paulo via ao seu redor afiava, estimulava seu espírito a fazer alguma coisa. Ela sabia o que via entristecia o coração de Deus. Deus fez um investimento na humanidade, criou o Éden e tudo que nós precisávamos, depois enviou Jesus, depois derramou o Espírito Santo. Investimentos altos da parte de Deus. Ele tem expectativa na colheita como todo bom investidor. Você é fruto desse investimento, e outros estão aguardando por esta boa notícia.
Desvendando a Rota
Para alcançar o alvo de Deus para nossas vidas, existem princípios que devem ser considerados. O Senhor é poderoso e pode fazer todas as coisas, mas nos escolheu como cooperadores e por isso temos uma parte a realizar. Para identificar o que fazer temos um “GPS”, o Espírito Santo, o qual nós somos habilitados e capacitados para O ouvir todos os dias. E após entender qual a nossa parte e entrar na rota, é necessário entender que os desafios virão e ainda que sejamos lançados dentro da fornalha, o Senhor Jesus estará conosco, nós não seremos derrotados e nossa vida irá manifestar a glória de Deus.
O Espírito Santo é o nosso parceiro
O Espírito Santo é nosso parceiro ministerial. No ministério não podemos ser nem como os cavalos e nem como nas mulas, Salmos 32:7. Quando batemos no cavalo ele sai em galopes rápidos, em disparada. Nem sempre na direção certa. Sai apressado, sem entendimento ou ponderação. A mula é o cruzamento de um jumento com a égua, além de serem estéreis são teimosas. Quantas vezes empacamos nos nossos planos e não saímos do lugar. Erramos nas mesmas coisas e não mudamos. O Espírito Santo deseja nos guiar da forma correta.
É estranho para quem está de fora
Jesus garantiu em sua palavra que iria para o Pai, mas que não ficaríamos sós, Ele enviaria o Espírito da promessa que passaria a habitar em nós e estaria conosco todo o tempo. O Espírito Santo em nós é a presença do sobrenatural, do poderoso, do revelador, do ajudador, do espiritual. Uma vida em comunhão com o Espírito Santo, produz em nós atitudes, comportamentos e experiências exclusivas, onde quem está de fora não compreende e muitas vezes julga. Nós, porém vivemos e desfrutamos.
A importância do Espírito Santo para a Igreja
Uma questão relevante para a igreja nestes últimos dias é a importância que temos dado ao Espírito Santo. Podemos perceber, ao longo do tempo, e até mesmo no contato diário com as pessoas, que há uma referência muito grande a Deus (Pai) e ao Senhor Jesus. Mas, às vezes, notamos que, no dia a dia, já não se tem dado o valor devido ao Espírito Santo. Entenda, nesta ministração, a importância de uma vida de comunhão com o Espírito Santo, e como Ele pode nos ajudar na nossa caminhada cristã.
Estamos no ministério do Espírito Santo
2 Coríntios 3:4 – No ministério do Espírito Santo. Somos ministros de uma nova aliança. Superior e com superiores promessas. O Espírito Santo é aquele que sonda o coração de Deus e traz as informações para o nosso coração. Nossos olhos devem estar atentos as coisas que Deus deseja promover nessa geração. Olhos abertos para contemplar na dimensão do espírito o que Deus já fez.
Inspiração e Transformação
Nesta ministração somos motivados à iniciar um ano Inspirado por Deus! Sobre a inspiração de Deus transmitida por Pedro, a Igreja foi estabelecida. E ainda hoje é esta inspiração que faz com que possamos garantir um caminho de sucesso em Deus.
Ouçam a palavra profética
Em Lucas 24:13 no texto sobre dois discípulos no caminho de Emaús, relata-se que os mesmos estavam preocupados e entristecidos porque deram ouvidos as notícias e porque não observaram nem creram na Palavra dos profetas e nas escrituras. Muitas vezes podemos julgar esses rapazes com rapidez, mas muitas vezes podemos também estar em situação semelhante.
A Unção para sermos testemunhas
Fomos chamados para testemunhar, designados a viver como Jesus viveu sobre a terra e só há uma maneira de manifestar esse estilo de vida: usufruindo da mesma unção que Cristo que usou. A unção é a capacitação para fazer algo. Basicamente, fomos habilitados por Deus através da Sua unção para um propósito, um fim proveitoso, ou seja, não fomos habilitados ou ungidos para, somente, percebê-la, manifestá-la de forma superficial, “engordar”, mas fomos capacitados a atuar no propósito de Deus. Essa unção nada mais é que o próprio Espírito de Deus habitando em nós, nos fazendo sua morada, sua casa. Por isso, temos a responsabilidade, como bons hospedeiros, de não entristecer nosso hóspede tratando-o sempre com zelo e cuidado, preservando um relacionamento profundo com Ele.
Avançando no poder do Espírito Santo
Deus tem grandes obras a realizar através de nós e, em algum momento, precisamos nos colocar à disposição para que Ele comece. Contudo, sempre vamos nos deparar com a grandeza do que temos que fazer e com a oposição que se levantará, como um monte que surge diante de nós. Essa ministração nos exorta a confiar no poder de Deus, que nos chamou para realizar a sua obra, sabendo que se fizermos assim, atravessaremos o monte como se fosse uma campina plana.