X
Menu
X

Reunidos 2019

06/09/2019 – 1º Tempo – Marcela Chianca
Jesus fundou a sua Igreja sobre a rocha, que é a confissão de que ele é o Cristo. Porém, em seu diálogo com Simão (Mateus 16:18), o Senhor o chamou de Pedro, que significa “um fragmento de Rocha”. Jesus não estava dizendo que Pedro sem importância, mas que ele fazia parte de um todo, ou seja, da Rocha que é Cristo. Compreenda melhor como devemos desenvolver o senso de pertencimento ao Senhor e como ele nos faz entender que, em Cristo, somos completos.
06/09/2019 – 2º Tempo – Pr. Edgley Lacerda
A salvação é muito mais que o livramento da condenação eterna. Ela abre a porta para um relacionamento com Deus. Ouça essa ministração e entenda o desejo de Deus de estabelecer intimidade com seus filhos e filhas, para que todos eles possam ser completos.
06/09/2019 – 3º Tempo – Claudia Lacerda
Antes de subir aos céus, o Senhor Jesus nos prometeu que enviaria o Espírito Santo. O Consolador que nos ajuda nas nossas fraquezas e nos guia em todas as coisas. A intimidade com o Espírito, através da oração em línguas, nos fará andar na Sua provisão para as nossas vidas.
07/09/2019 – 1º tempo – Pr. Josias Jr.
Estamos em Cristo que é o cabeça quando vivemos em unidade uns com os outros, pois só em unidade é que nos tornamos corpo. Existe um poder sobre o cabeça que está disponível para o corpo que nos faz completos. Veja nesta ministração que somos completos em Cristo e que o seu poder nos completa.
07/09/2019 – 2º tempo – Claudia Lacerda
O profeta Joel anunciou que o Senhor derramaria do seu Espírito Santo sobre toda a carne (Joel 2:28). Essa profecia encontra seu cumprimento em Atos quando, no dia de Pentecostes, houve o derramamento do Espírito. Esse poder não foi dado para que somente a Igreja experimente da glória de Deus. Pelo contrário, ele nos torna completos para anunciarmos ao mundo a Graça de Deus.
07/09/2019 – 3º tempo – Pr. Edgley Lacerda
Podemos ver, no Evangelho de João, no capítulo 20, Jesus soprando o Espírito Santo sobre os discípulos e dizendo: “Como o Pai me enviou também eu vos envio”. Cristo andou nesta terra por caminhos proféticos, fazendo a vontade do Pai e cumprindo tudo o que a profecia dizia a seu respeito. Quando Jesus afirma que vai nos enviar como Deus o enviou, ele está dizendo que existe uma certa expectativa profética sobre a nossa vida. Ser completo é andar em caminhos proféticos.