X
Menu
X
Igreja Evangélica Verbo da Vida
Fortaleza - CE

Esquecendo de propósito! 

uma coisa faço: esquecendo-me das coisas que para trás ficam e avançando para as que diante de mim estão, prossigo para o alvo, para o prêmio da soberana vocação de Deus em Cristo Jesus. Todos, pois, que somos perfeitos, tenhamos este sentimento;” (Fp 3.13-15a)

Paulo, o apóstolo que escreveu o maior número de epístolas do Novo Testamento com eloquência, dá testemunho de seu amor, paixão e convicções do poder de Deus que ressuscitou o Cristo, em que crêu, e foi liberto do rigor da religiosidade do farisaísmo. Sem dúvidas ele é uma das maiores referências e modelos de fé para os cristãos.

Muitas vezes deixamos passar despercebidos alguns detalhes relacionados a esse personagem tão importante para a história da igreja, como por exemplo, o fato de que, por conta de seu zelo para com a lei, antes de sua conversão ele foi perseguidor da igreja, ele faz referência a isso dizendo: “…pois persegui a igreja de Deus” (1 Co 15:9). Em outras passagens ele se denomina “perseguidor da igreja” (Fp 3:6), “como sobremaneira perseguia a igreja de Deus e a devastava” (Gl 1:13), ele reconhece que perseguia a igreja por ser extremamente zeloso das tradições judaicas. Deve ter sido por isso mesmo que disse de si “ser o menor dos apóstolos” (1 Co 15:9). Paulo falou de si próprio como “o principal dos pecadores” (1 Tm 1:15), possivelmente por ter perseguido a Cristo e seus discípulos e, para martiriza-lo ainda mais, sabia que sua maior motivação quanto à perseguição violenta que promoveu era contra o seu próprio povo – judeus que haviam se convertido.

Veja mais uma passagem de Paulo falando dele mesmo:

Noutro tempo era blasfemo e perseguidor e insolente. Mas obtive misericórdia, pois o fiz na ignorância, na incredulidade” (1 Tm 1:13). Paulo não foi o único na história que cometeu esse mesmo erro, porém, é de Paulo que temos o exemplo de como devemos tratar experiências do passado, de modo que elas não nos impeçam de tomarmos posse daquilo para o que fomos conquistados pelo amor e sacrifício do nosso Senhor.

Não que eu o tenha já recebido ou tenha já obtido a perfeição; mas prossigo para conquistar aquilo para o que também fui conquistado por Cristo Jesus”. (Fp 3.12)

No verso 17 deste mesmo capítulo, Paulo convida os irmãos de Filipos a se tornarem imitadores dele e observar os que andam segundo o mesmo modelo de conduta. Isso se aplica também a nós. Você deve estar perguntando e como faço isso? No verso 16 Paulo disse: “Todavia, andemos de acordo com o que já alcançamos”.

Exercite-se em esquecer as coisas do seu passado, tenham elas sido boas ou não!

Você deve esquecê-las de propósito e com o propósito de estar persuadido pela palavra de Deus que nos revela quem somos Cristo, o que temos em Cristo e o que podemos em Cristo!

Não se permita ser limitado nem mesmo por suas experiências presentes, creia no que a palavra diz sobre o que já foi feito por você e aceite sua nova realidade em Cristo!

Texto: Mansuêto Vieira

Compartilhe

2 comentários em “Esquecendo de propósito! 

[email protected] comentou:

bom demais!

Philipe Torquato comentou:

Poderoso demais!!!

Deixar um comentário

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado Campos obrigatórios são marcados *

Please type the characters of this captcha image in the input box

Por favor, digite os caracteres desta imagem na caixa de entrada

Você pode usar estas tags e atributos de HTML: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong>