X
Menu
X
Igreja Evangélica Verbo da Vida
Fortaleza - CE

Servir é Amar foi o tema da mensagem de Robsom Melo o culto da tarde no dia 19/03/2017

IMG_1142No domingo, 19 de março, esteve ministrando, no culto da tarde, o irmão Robson Melo, líder do departamento de jovens da igreja. Após um período de oração, deu início à ministração, que teve como tema central: Servir e Amar. Dizendo que estaria abordando esse tema para dar continuidade ao que o Pr. Mansuêto havia ministrado na semana anterior: Amar e Servir.

Muitos estão com os olhos voltados apenas para a salvação, esquecendo que se deve servir a Deus, que os salvou e os chamou pela sua graça em Cristo Jesus. Usando o texto de 2 Timóteo 1.8-9, explicou acerca da vocação e do chamado para fazer algo no Corpo de Cristo.

“Deus não apenas nos salvou, mas também nos chamou!”

O ministro abordou o fato de que Deus, por meio de Jesus, justificou a cada um com um propósito (2 Coríntios 5.17,21 e 2 Coríntios 6.1). Ele explicou que não se deve tornar vã essa tão grande salvação, e que, por meio do serviço, é possível retribuir Sua gloriosa obra.

“Nesse ano de 2017 ainda tem muita coisa para acontecer. A pergunta é: Você tem cooperado com o Senhor?”

Robson explicou que há um trabalho a ser feito em Deus, e por esse trabalho todos serão recompensados. “Não tem como recebermos da graça de Jesus e não servi-lo”. Exemplificou com o episódio vivido pela sogra de Pedro, que estava doente e acamada com febre, mas que após Jesus curá-la, ela passou a servi-lo. O ministro explicou que na Bíblia não relata que Jesus pediu isso a ela, mas vemos claramente a sua gratidão ao servir a Jesus voluntariamente. A graça de Deus alcança todos os dias, cada filhos, capacitando-os a servi-lo, disse ele.

Outro relato bíblico citado foi o de Atos 13:1-3, que registra os profetas e mestres na igreja de Antioquia servindo ao Senhor, em consagração. Destacou que nesse ambiente receberam direções pelo Espírito Santo. Robson afirmou que se consagrar faz parte do serviço, e que se o serviço a Deus não envolve renúncia, se não requer esforço algum, esse não é o serviço esperado por Deus. Porque o real serviço a Deus traz consigo negação de si mesmo.

“Servimos a Deus com nossas vidas, e também com aquilo que fazemos com ela”.

Com base no texto de Hebreus 12.28, que diz: “Por isso, recebendo nós um reino inabalável, retenhamos aIMG_1141 graça, pela qual sirvamos a Deus de modo agradável, com reverência e santo temor;” ministrou sobre importância de reter a graça de Deus, porque é pela Sua graça que se serve de modo agradável a Deus. Destacou que muitos já perderam a sensibilidade e por isso não compreendem que o serviço a Deus exige compromisso, inclusive a pontualidade. E falou da importância que se deve dar em reconhecer que o servir a Deus deve ser uma prioridade.

Outro ponto abordado por ele foi a sobrecarga de alguns, enquanto outros nada fazem. Isso reflete negativamente no crescimento da própria igreja. Porque Paulo disse aos crentes de Éfeso que a justa cooperação de cada parte efetua aumento da igreja para a edificação. E disse: “Todos devem servir para que haja a justa cooperação”. E enfatizou que “o reino de Deus não é comida nem bebida, mas justiça, e paz, e alegria no Espírito Santo.”

O ministro falou de Caim que fez o que se esperava (ofertou ao Senhor). Mas fez do seu modo, que por sinal era incorreto, e dessa forma não agradou a Deus; que o rejeitou, assim como a sua oferta. Com esse exemplo demonstrou que pessoas podem estar fazendo coisas que os homens julgam como “certo”, mas diante dos olhos de Deus, estão fazendo de forma incorreta, e portanto é rejeitado por Ele.

“O que somos e o que fazemos é o que conta para Deus.”

Com base em 2 Pedro 1.8, falou da importância de dar frutos para Deus, de servir a Ele com a vida, de modo que o serviço seja abundante no meio da igreja. Explicou que o que alguém se torna para Deus é mais importante do que o que se faz.

Afirmou que muitas pessoas andam frustradas, inclusive ministerialmente, porque ainda não compreenderam que tudo que se deve fazer, inclusive servindo as pessoas, deve ser feito como para Deus. Pois essa consciência gera em cada um a intenção correta, e a perseverança necessária. (Colossenses 3.23)

“…Então, vereis outra vez a diferença entre o justo e o perverso, entre o que serve a Deus e o que não o serve” (Malaquias 3.13-18). Estimulou por meio dessa passagem que se fizesse uma auto-análise, pois muitos podem estar desencorajados como a passagem fala, “acreditando ser inútil servir a Deus”, mas lembrou a todos do cuidado de Deus para com aqueles que o temem e permanecem servindo a ele por considerar que vale a pena servir ao Senhor.

Usou o texto de Provérbios 14.4 que diz: “Não havendo bois, o celeiro fica limpo, mas pela força do boi há abundância de colheitas”. Exemplificou com essa passagem que Deus deseja que vale o esforço para servi-lo, e isso trará abundância de colheitas.

“Faça na força que Deus supre.”

Robson afirmou que cada um de nós possui dons e talentos, e que esses dons devem ser usados para reino de Deus.

IMG_1146Usando o texto de 2 Coríntios 12:14-15, demonstrou Paulo como alguém que possuía a compreensão da importância das vidas, e de servir a Deus servindo às pessoas. Isso, para a Igreja é um exemplo a ser seguido. “Para Deus o importante são as pessoas”, e concluiu justamente com esse exemplo, de que Paulo dava sua vida em benefício dos outros. Jesus que é o maior exemplo, deu a vida por amor a todos. E Deus espera justamente o mesmo de cada um, servir a Ele e aos irmãos.

“O evangelho gira em torno de pessoas”.

Compartilhe
Deixar um comentário

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado Campos obrigatórios são marcados *

Please type the characters of this captcha image in the input box

Por favor, digite os caracteres desta imagem na caixa de entrada

Você pode usar estas tags e atributos de HTML: <a href="" title=""> <abbr title=""> <acronym title=""> <b> <blockquote cite=""> <cite> <code> <del datetime=""> <em> <i> <q cite=""> <s> <strike> <strong>