Latest Album

Lorem ipsum dolor sit amet, consectetur adipiscing elit. Ut rhoncus risus mauris, et commodo lectus hendrerit ac.

banner
Dora Lewis

Um salto. Muitos destinos

Nervosismo e pavor tomavam conta do paraquedista à medida em que percebia já ter passado do alvo, uma área segura na qual deveria pousar, e notou que se dirigia a dois galpões enormes. As chances de sobrevivência seriam mínimas. Em meio a um turbilhão de pensamentos, tentava de todas as formas encontrar uma saída. De longe, avistou um beco estreito, entre os galpões, no qual, um monte de terra indicava uma brecha para a salvação.

Mas, aterrisar exatamente ali seria quase impossível. Muitas coisas se passavam pela sua cabeça, até que se lembrou de algo repetido várias vezes por um grande amigo, também paraquedista: “Quando você estiver em alguma situação de perigo e não souber o que fazer, chame o nome de Jesus. Ele vai lhe socorrer”.

Mesmo sem nunca ter dado tanta importância aquilo, naquele momento de angústia, em milésimos de segundos, algo em seu interior lhe dizia que daria certo. Era a única saída. Ele fechou os olhos e gritou com todas as forças: “JESUUUUS”… Como escapou dos galpões, caindo exatamente naquele beco estreito, são e salvo, até hoje, ele não consegue explicar, mas sabe que um grande milagre aconteceu.

Luis Augusto Emery da Silveira, mais conhecido como Guto, atual presidente do Ministério Verbo da Vida, experimentou o poder do nome de Jesus, naquele salto, que quase o levou à morte, há quase trinta anos. Seu amigo Gilson Lima era quem o evangelizava, na época, quando ainda eram jovens e se aventuravam neste esporte radical.

Guto e Suellen Emery ao lado dos amigos Sylvia e Gilson Lima

Depois de tão grande livramento, Guto finalmente se rendeu aos seus insistentes convites para ir a um culto. Depois, continuou indo à igreja, muito mais para evitar a insistência de Gilson, do que por vontade própria. Até que, em um culto de jovens, em 1989, ele e Suellen Emery, hoje sua esposa, mas na época, ainda namorada, nasceram de novo.

Pouco tempo depois, estavam em um culto, na casa de um empresário da cidade, quando viram e ouviram, pela primeira vez, o missionário americano Bud Wright, pregando a Palavra de Deus. Naquele culto, Suellen foi curada, instantaneamente, de um problema na coluna. Eles também ficaram impressionados como aquele homem, e as suas palavras, faziam-lhes lembrar de dois livros que tinham lido recentemente, ambos de autoria de Kenneth E. Hagin.

Daquele dia em diante, eles passaram a acompanhar o missionário por onde ele ia pregar. Até que Guto percebeu, claramente, em seu coração, uma direção divina para estar mais perto e servir àquele homem de Deus no que fosse preciso. Obedeceu e se ofereceu para auxiliá-lo, assim como também já servia fielmente por vários anos ao seu avô.

Com o tempo, a amizade entre eles cresceu e Guto auxiliou o missionário, de fato, em tudo: organizava as suas contas, dava banho nos cachorros, cuidava do carro, limpava a pequena igreja que havia sido aberta e, com pequenas atitudes despretensiosas, procurando sempre deixar o Ap. Bud livre para orar e estudar a Palavra, serviu como filho ao pai, sendo também graduado na turma pioneira do Centro de Treinamento Bíblico, em 1993.

Da esquerda para a direita: Luissa, Fernanda, Ap. Guto, Suellen e Letícia.

Casou-se com Suellen Emery, em Dezembro de 1994 e morou, por aproximadamente dois anos, na casa do Ap. Bud e Jan Wright, os quais, por suas três filhas Luissa, Letícia e Fernanda, sempre foram tratados como avós. A gratidão por tudo o que aprendeu e pelas oportunidades recebidas foi o combustível para a sua perseverança em abdicar de tudo para servir ao Senhor, seguindo Bud e Jan Wright.

Ainda nos primeiros anos, a unção ministerial sobre a sua vida para servir ao corpo de Cristo tornava-se cada vez mais evidente. O maior desafio era vencer a timidez, a mesma que lhe fazia pensar: “O que estou fazendo aqui?”, todas as vezes em que ia para a porta do avião. Foi isso que ele também pensou ao chegar no púlpito quando foi pregar a Palavra pela primeira vez. Nervoso, falou tão rápido que conclui todo o esboço em apenas dez minutos. Depois, começou a chorar ali mesmo.

Contudo, foi encorajado e se encheu mais e mais da Palavra, renovando a sua mente e sendo fortalecido pelo Senhor, na força do Seu poder. Novas oportunidades chegavam na medida em que vencia cada desafio e mantinha-se fiel, avivando e desenvolvendo o dom que recebera e sendo diligente com o que chegava às suas mãos para fazer.

Com o passar dos anos, maiores responsabilidades lhe foram delegadas. Guto foi pastor da Igreja Verbo da Vida em Campina Grande-PB, entre 1995 e 1998, quando saiu para assumir a diretoria executiva do recém fundado Centro de Operações do Ministério, passando a ser supervisor de todas as igrejas e, entrando, de fato, no seu chamado apostólico.

Em 2001, foi pastor, por um ano, do Verbo da Vida, em Fortaleza-CE. Não importava a missão que recebesse, fidelidade sempre foi a sua marca como “braço direito” do Ap. Bud por mais de 20 anos, sendo parte essencial para o cumprimento de todas as promessas do Senhor para este Ministério.

Bem antes de tudo isso, Guto precisou deixar o paraquedismo. Contudo, como um verdadeiro líder sempre tem uma visão ampla, do alto, trazendo “do céu” instruções e inspirações que tem abençoado a vida de milhares e milhares de pessoas.

Meses antes de ir para o Senhor, o Ap. Bud já anunciava que Guto seria o novo apóstolo do Verbo da Vida. “Quando Guto fala, sou eu falando”, declarava. No final de 2013, Guto se viu diante do maior desafio da sua vida e ministério: assumir a presidência e continuar o legado deixado pelo seu grande mentor.

Em suas ministrações, ele sempre lembra do tempo em que se lançava, nos céus, com o paraquedas. Em especial, recorda-se de, no seu primeiro salto, estar muito nervoso. Observou um colega bem mais pesado que ele e pediu para que o mesmo saltasse primeiro. De maneira cética, ele confessa que pensou: “Se esse gordinho conseguir, eu também consigo”.

Talvez não imaginava que, de fato, o “gordinho” saltaria com tanta garra e coragem. Agora, ele também deveria ir com igual bravura. Aquele dia nunca saiu da sua mente e, em meio aos desafios na atual presidência do Verbo da Vida, ele traz à memória: “Se o pastor Bud conseguiu enfrentando tantas dificuldades, nós também conseguimos agora que já há um caminho percorrido”.

E, como o Ministério tem avançado sob a sua liderança, mais e mais pessoas têm sido libertas pelo conhecimento da Palavra da fé através das nossas igrejas, escolas e missionários. O que falar do Rhema no sistema prisional, mais uma das grandes direções divinas recebidas pelo Ap. Guto.

Em outro salto, no tempo de paraquedismo, ele se lembra de que, certo dia, um piloto, que já o havia observado saltar, falou com ele que procurasse se tranquilizar para não mais “entrar em vaca” no ar: “Você confia na sua dobragem do seu paraquedas? Uma vez que saltou, o que mais pode fazer? Apenas relaxe e admire a paisagem”. Ele assim o fez e conta que foi o melhor salto da sua vida.

Semelhantemente, “saltando” em obediência às inspirações de Deus e confiando no que aprendeu, bem como em todos aqueles que o Senhor tem conectado a ele, neste grande exército, Guto tem celebrado e admirado os muitos destinos que a Palavra da fé tem alcançado e transformado através do Ministério Verbo da Vida, no Brasil e nas nações.

No dia 14 de Outubro de 2017, o Ap. Guto Emery completa 50 anos. Ele nasceu em Campina Grande-PB, filho de Agamenon e Maria Helena Silveira, os quais também foram, recentemente, para o Senhor. Certamente, todos nós que conhecemos Guto e temos o privilégio de estar sob a sua autoridade espiritual, somos gratos a Deus pela sua vida e celebramos o marido e pai exemplar que é, como também o grande líder e referencial que se tornou.

Apóstolo Guto Emery bebê.


Ap. Guto Emery Adolescente.


Ap. Guto Emery jovem.

 

.

pencard_cartao (1)
pencard_texto (1)