X
Menu
X
Igreja Evangélica Verbo da Vida
Jaboatão dos Guararapes - PE

Fixamente em Cristo

John Nielson escreveu: “Não temos de vigiar a nós mesmos, o que seria deprimente; não temos que vigiar satanás, o que nos distrairia; não temos que vigiar os nossos erros, o que seria desanimador; mas temos de manter nosso olhar fixo em Cristo.”

É interessante pensar na verdade que isso pode ter em nossas vidas.
Confesso que por muitos anos me senti vigiando aquilo que não produzia em mim um desenvolvimento que me tornasse mais “a cara do meu Pai”. Já me encaixei, num momento ou noutro em cada afirmação de Nielson. Sem duvida, cada um de nós se viu ou porque não dizer, ainda se vê, em algo semelhante… Talvez não em tudo, ok, mas quem sabe em vigiar única e exclusivamente em cima dos nossos erros para que, de algum modo, possamos apresentar a nós mesmos e ao “público” o resultado da nossa maturidade cristã.
A grande questão é que, se eu e você resolvermos condicionar a nossa vida a trabalhar em cima de nossas falhas, para que, por nós mesmos sejamos aceitos, perceberemos o quão limitados somos em apresentar à nossa exigente consciência, uma mudança significativa. Observaremos quão desanimador é lutar contra a nossa aparente infinitude de defeitos, que dirá se tentarmos tudo isso para atender às expectativas dos homens…
“Refleti profundamente sobre Aquele que suportou tamanha oposição a sua própria pessoa, para que não vos fatigueis, tampouco desanimeis […].” Hb12.3
Entender a obra de Cristo vai além de ter um pensamento religioso formado a respeito de um salvador que é tudo em todos. Parte da compreensão que, olhar fixamente pra Cristo tem o poder de nos conduzir a um caminho no qual nossas convicções de quem devemos ser e fazer estarão intimamente associadas ao entendimento de quão perfeita foi a realização dAquele que, através de Cristo, estava nos trazendo de volta para quem de fato somos, a imagem de Deus.
Olhar fixamente para Cristo ultrapassa a esfera de forçarmos-nos a amadurecer. Nos conduz a nos achar novamente, nos faz enxergar não quem devemos ser, mas que já somos, nEle.

Gabriela Ramos

Compartilhe
Deixar um comentário

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *