X
Menu
X
Igreja Evangélica Verbo da Vida
Recife - Zona Norte

A IMPORTÂNCIA DA PALAVRA INSPIRADA (Culto Bilíngue) | Pr. Humberto Albuquerque | Manhã 04/11/2018

“Jesus quer edificar sua igreja através da inspiração e lhe confiar chaves de sabedoria e adoração para que as portas do inferno não prevaleçam contra ela”. No culto bilíngue do mês de novembro, o nosso pastor presidente, Humberto Albuquerque, ministrou sobre a importância de vivermos uma vida inspirada e de nos apegarmos às palavras proféticas, que são as armas através das quais combatemos o bom combate.

Confira o resumo da mensagem!

Versículos de referência: Mt 16:15-17 | 1 Co 14:3 | 1 Tm 1:18 | 1 Tm 6:12 | 2 Tm 4:7 |  2 Co 10:3-6 | Jo 6:63 | Jo 14:15-21, 25 |  Jo 8:29-32 | Pv 11:9 | Hb 2:1 | Rm 16:25-27 | 2 Pe 1:18- 21 | Sl 119:105, 130

Somos uma igreja convidada para viver sobre a inspiração do céu. A primeira vez que Jesus fala sobre a igreja foi por uma conseqüência a uma revelação que Pedro teve. Pedro recebeu uma inspiração do céu e reconheceu Jesus como o Cristo, filho do Deus vivo. Então, Jesus disse que aquela revelação não não tinha a ver com humanismo, mas havia sido concedida a Pedro pelo próprio Pai.

Nesse texto, podemos ver que Jesus veio trazer o seu Reino para a terra para que a igreja possa viver pela inspiração do Espírito, pois, quando a igreja vive inspirada, é edificada. Uma vez edificada, a igreja recebe um anel, no qual várias chaves de autoridade são depositadas.

Cristo quer edificar sua igreja através da inspiração e lhe confiar chaves de sabedoria e adoração para que as portas do inferno não prevaleçam ela.

Edificação é “tornar-se eficaz”, mas efetividade não é eficácia. Uma igreja barulhenta e que faz coisas não é, necessariamente, eficaz. Efetividade é bom, porque nós coloca em movimento, mas esse movimento precisa ter um propósito. É a edificação que vai nos tornar eficazes, porque através dela não apenas receberemos as chaves do Reino, mas aprenderemos a nos mover com elas.

Muitas coisas roubam nossa eficácia,  uma delas é a falta de inspiração. Uma igreja histórica e que apresenta um Jesus histórico não preocupa o diabo. Mas, quando uma igreja resolve andar na inspiração, não se apoiando no seu próprio entendimento, mas confiando em Deus de todo coração, vamos deixar os demônios nervosos.

No entanto, para vivermos uma vida inspirada, a bíblia não pode ser um jornal ou um livro de histórias, mas nosso alimento. As palavras proféticas liberadas sobre nós são nossas armas para combatermos o bom combate da fé e iluminam o nosso caminho. Viva em função da palavra de Deus, apegando-se com mais firmeza às verdades ouvidas.

O estilo de vida que não parte do humanismo, mas sim da divindade na humanidade, reflete o que é igreja. A igreja não é humanista, porque é o diabo que sugere e reflete das coisas dos homens. A igreja deve viver por inspiração, caso contrário se abrirá para influências erradas.

Uma igreja inspirada é aquela que resolve guardar a palavra em tempo oportuno e em fora de tempo, consciente de que ela é lâmpada para os seus pés e luz para o seu caminho. Se nos voltarmos para a palavra, a capacidade para obedecer estará embutida nos direcionamentos que o Senhor nos dá, porque o Seu jugo é suave e seu fardo é leve.

Precisamos tomar em consideração a palavra profética, pois ela é luz em tempos de escuridão. Quando cremos no que Jesus diz, entramos no descanso e aprendemos a andar pelo caminho que a palavra diz que devemos andar.

A profecia é o ponto de vista de Deus para assuntos terrenos e tem o objetivo de conectar a natureza empoderadora de Deus para que as pessoas se tornem como Ele é e demonstrem sua maravilhosa natureza sobre toda terra. Entretanto, não poderemos ser uma voz profética se estivermos em conflito com o mundo que Deus ama, por isso a necessidade de vivermos uma vida inspirada, pois é a inspiração que nos leva a trilhar o caminho do amor. Não um amor romântico e ilusório, mas um amor que fará com que nos posicionemos com firmeza nas verdades estabelecidas sobre nós e as proclamamos sem titubear, ainda que possamos desagradar outros, pois o próprio Jesus disse que veio trazer espada, dissensões e divisões de pontos de vistas e perspectivas.

Texto por: Heloíza Azevedo

Compartilhe
Deixar um comentário

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *