X
Menu
X
Igreja Evangélica Verbo da Vida
Recife - Zona Norte

ATRAÍDOS POR CRISTO | Joás Henrique | 11/04/2019

“A morte de Cristo gerou em nós a possibilidade de viver a vida Dele.” Nessa quinta (11/04), o ministro Joás Henrique trouxe um ensino a respeito da importância de olharmos para Jesus para caminhamos livres. Quatro pessoas reconheceram Jesus como Salvador.

Joás, baseado no livro de Números, mostrou que o povo de Deus ficou escravizado e houve a intervenção da parte de Deus para retirar as pessoas do Egito, mas elas cometeram erros no caminho. Baseado nisto, podemos tirar lições importantes, pois algumas atitudes são cruciais para alcançarmos o nosso destino.

Números 21.4-9:
“Então os israelitas partiram do monte Hor pelo caminho do mar Vermelho, que vai até o golfo de Ácaba, para dar a volta em redor da região de Edom. Entretanto, durante a jornada o povo perdeu a paciência uma vez mais, e passou a murmurar contra Deus mediante suas reclamações a Moisés. E o povo se queixava exclamando: “Por que nos fizestes subir do Egito para morrermos neste deserto? Pois não há nem pão, nem água! Estamos enfastiados deste alimento miserável!” Então o SENHOR enviou contra o povo serpentes peçonhentas, cuja mordedura queimava como brasa viva, e muitos foram os que morreram envenenados, entre o povo de Israel. O povo se reuniu e correu para Moisés, suplicando: “Pecamos ao abrirmos nossas bocas para murmurar contra Yahweh e contra ti. Rogamos, pois, que intercedas junto ao SENHOR por nós, a fim de que Ele afaste de nós estas cobras horríveis!” E Moisés orou intercedendo pelo povo. Então o SENHOR ordenou a Moisés: “Faze uma serpente de bronze e coloca-a no alto de um poste. Todo aquele que for picado e olhar para ela viverá!”
Moisés modelou a figura de uma serpente em bronze e a colocou no alto de um poste. Sempre que alguém era mordido por uma daquelas cobras venenosas e olhava para a figura da serpente de bronze, ficava curado e permanecia vivo.”

Estamos todos caminhando para um maravilhoso caminho preparado por Deus.
Precisamos atentar para o que Deus está fazendo em nossa caminhada e não para o que Ele NÃO está fazendo.

Muitas vezes, perdemos alvos estabelecidos por Deus para nossa vida, porque nos falta paciência. No caminho da promessa, em direção ao destino, nosso caráter é moldado. Enquanto caminhamos, precisamos ter uma atitude de contentamento em direção ao nosso destino.

Deuteronômio 8.15
“Que te conduziu através daquele imenso e perigoso deserto, cheio de serpentes e escorpiões mortais; e numa terra seca e hostil, Ele tirou água da rocha para te saciar a sede.”

Nossas atitudes erradas, refletem nas pessoas que estão próximas a nós.

João 3.14,15
“Assim como Moisés levantou a serpente no deserto, desse mesmo modo é necessário que o Filho do homem seja levantado, para que todo o que nele crê não pereça, mas tenha a vida eterna.”

João 12.31,32
“Chegou a hora de este mundo ser julgado, e agora o príncipe deste mundo será expulso.
Mas Eu, quando for levantado da terra, atrairei todas as pessoas para mim.”

No momento que Jesus foi levantando na cruz, o pecado encontrou a salvação, a doença encontrou a cura, a miséria encontrou a prosperidade, a morte encontrou a vida.

Jeremias 31.3
“Vindo de uma terra distante, Yahweh apareceu a Israel, assegurando: “Com amor eterno te amei; com amor leal te atraí para mim mesmo!”

Galatas 3. 13,14
“Foi Cristo quem nos redimiu da maldição da Lei quando, a si próprio se tornou maldição em nosso lugar, pois como está escrito: “Maldito todo aquele que for pendurado num madeiro”.
Isso aconteceu para que a bênção de Abraão chegasse também aos gentios em Jesus Cristo, a fim de que recebêssemos a promessa do Espírito Santo pela fé.”

Galatas 2.19-20
“Pois, por intermédio da Lei eu morri para a própria Lei, com o propósito de viver tão somente para Deus. Fui crucificado juntamente com Cristo. E, desse modo, já não sou eu quem vive, mas Cristo vive em mim. E essa nova vida que agora vivo no corpo, vivo-a exclusivamente pela fé no Filho de Deus, que me amou e se sacrificou por mim.”

Precisamos nos identificar com Cristo não apenas na Sua crucificação, mas também em seu sepultamento e ressureição.

Colosensses 2.12
“Isso aconteceu quando fostes sepultados com Ele no batismo, e com Ele fostes ressuscitados mediante a fé no poder de Deus que o ressuscitou dentre os mortos.”

2 Co 5.15
“E Ele morreu por todos para que aqueles que vivem já não vivam mais para si mesmos, mas para Aquele que por eles morreu e ressuscitou.”

A morte de Cristo gerou em nós a possibilidade de viver a vida Dele.

Ele nos escolheu, antes mesmo que disséssemos SIM a Ele.

João 15.16
“Não fostes vós que me escolhestes; ao contrário, Eu vos escolhi a vós e vos designei para irdes e dardes fruto, e fruto que permaneça. Sendo assim, seja o que for que pedirdes ao Pai em meu Nome, Ele o concederá a vós.”

A única forma de seguirmos em segurança é olhar para o Autor de nossa salvação constantemente.

Hebreus 12.2
“Olhando fixamente para o Autor e Consumador da fé: Jesus, o qual, por causa do júbilo que lhe fora proposto, suportou a cruz, desprezando a vergonha, e assentou-se à direita do trono de Deus.”

Texto por: Janielle Medeiros

Compartilhe
Deixar um comentário

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *