X
Menu
X
Igreja Evangélica Verbo da Vida
Recife - Zona Norte

SEMINÁRIO DE VERÃO – Sábado Manhã – 26/01/2019

No quarto dia do Seminário de Verão, no primeiro culto do sábado (26), tivemos um momento de destaque para o Rhema Brasil. Esta manhã foi marcada por ensino, manifestações do Espírito e profecia para a Igreja.

Mais três poderosas ministrações trouxeram ajustes para a nossa vida. Inicialmente, o pastor Carlos Júnior, ministrou sobre uma nova unção e a importância de servir ao Senhor, para se obter uma nova porção de Deus para nossa vida:

“Existe uma unção nova reservada para nós, mas ela virá para quem está em movimento; assim como aconteceu com Eliseu – quando ele estava arando a terra, servindo ao Senhor em honra e dedicação, dentro do que Ele nos chamou para fazer. A transferência de unção não vem pelo verbo dar e sim pelo verbo fazer. Se você quer uma nova porção do Espírito, precisa estar cheio da Palavra e dos Seus princípios, pensando, falando e se movendo sobre Ela e preservando a Presença de Deus m sua vida. A nova unção em tua vida vai te levar mais alto e mais longe, e no lugar de rendição é onde tudo se inicia. Quando a porção extra do Espírito vier, você terá mais resultados com menos esforço.”

Na sequência, Séo Fernandes trouxe um ensino impactante sobre a lei e graça, mostrando o contraste entre as duas, e estimulando a igreja a mergulhar na graça disponível de Deus:

“O seu ministério nessa vida está totalmente condicionado ao que você recebe. O foco não é reinar, e sim receber dEle, pois naturalmente reinaremos, como Romanos 5.17 nos mostra.
O problema da Igreja não é o que vamos receber, mas o que devemos tirar – como o legalismo. Cristo se transformou em tudo que a gente era para que nós sejamos tudo que ele É! Na morte de Cristo, Ele assumiu nossa condição e na sua ressurreição nós assumimos a condição dEle. A graça nos livrou do inferno, mas a justiça nos permite um relacionamento com Deus sem medo ou culpa e é vivendo no Espírito que praticamos o verdadeiro jejum, pois quem anda em Espírito não alimenta a carne O nosso nível de favor é proporcional à rejeição que Cristo sofreu por nós. Deus se revelou como Filho e não como Pai, pois se ele tivesse vindo como Pai, aprenderíamos a ser Pai, porém, a ausência de paternidade nos roubou a identidade de Filho, por isso, Jesus precisou vir como filho para nos ensinar a sermos filhos do novo Pai, através do Novo Nascimento, logo, não adianta conhecer o Pai perfeito, se não aprendermos o modelo de Filho perfeito”.

Finalizado, Brad Flook ministrou sobre a graça e o ministério do Espírito Santo, nos exortando a confrontar a incredulidade, falando a Palavra para usufruir de seus benefícios:

“Precisamos falar à montanha da incredulidade, para que possamos colher o que os homens de Deus plantaram nesses últimos dias. A casa do Senhor está estabelecida na montanha dEle, e nós somos a casa do Senhor, o templo do Espírito Santo.”

Compartilhe
Deixar um comentário

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *