X
Menu
X

Ministros

Uma boa notícia
O Senhor Jesus nos alertou acerca das adversidades em nossa caminhada cristã. Quando elas surgem, muitas das vezes, nos vemos cercados de notícias ruins que vêm para tirar as nossas forças e o nosso ânimo. Contudo, sempre podemos encontrar na Palavra de Deus uma fonte de boas notícias: O evangelho. Esta ministração fala sobre a plenitude do Evangelho, que á a boa notícia do Reino de Deus, e de como podemos prevalecer sobre as más notícias do mundo através da fé e do poder de Deus.
Vencendo o medo
Nesse período, as pessoas têm sido cercadas por notícias ruins e pressões por todos os lados. E não há problema em sentir medo. Moisés, Jeremias e Gideão sentiram medo ao ponto de tentar convencer a Deus de que não eram capazes de enfrentar os desafios que os cercavam. Mas a questão principal é o que você faz com o medo. Ou você o domina ou ele irá te dominar. Jesus pagou o preço para inaugurar uma nova estação onde pela fé você pode viver a realidade espiritual que ele conquistou para você. Então ouça a Palavra, creia, medite Nela, fale a Palavra e aja conforme a Palavra. Pode ser que assim como aqueles 3 jovens hebreus que estavam na Babilônia, Deus não te livre “da” fornalha, mas “na” fornalha. A crise e a circunstância estão aí. Mas o Senhor manda dizer: Vai passar, Eu Sou Contigo!
Fica firme
https://verbodavidacampogranderj.com.br/obreiros/wp-content/uploads/2020/06/Marcela-domingo-noite-dia-03-05-2020-EDITADO-.mp3  
Conquistando a paz em meio a adversidade
https://verbodavidacampogranderj.com.br/obreiros/wp-content/uploads/2020/05/Pr.-Caoxande-domingo-manhã-dia-03-05-2020-EDITADO.mp3  
Seguidos por bençãos
A Bíblia nos relata a forma como Deus escolheu a Abrahão e sua descendência, trazendo sobre eles a sua benção. Isaque, seu filho prometido por Deus, andou nas mesmas bênçãos de Abrahão e prosperou muito por onde ia, mesmo com todas as dificuldades que se levantaram. Eles eram abençoados por onde quer que andavam. O […]
Jesus levou nossas dores e enfermidades
Muitas vezes romantizamos a cruz e perdemos muitos benefícios do sacrifício de Jesus Cristo por não termos o entendimento pleno do que foi consumado naquele dia. Jesus não cumpriu somente um ritual, mas ele tomou a decisão de levar sobre si TODA a condenação que estava sobre nós por consequência do pecado . O açoite de Jesus e a sua crucificação através dos Romanos, cumpria todos os requisitos da profecia de Isaías 53. Ele cumpriu cada etapa e então conquistou para nós TODOS os benefícios. Nesta ministração entenderemos o que cada sofrimento que Jesus passou na sua alma e no seu corpo tinha um propósito, e era necessário para que hoje fosse ilegal dor ou enfermidade sobre nossas vidas.
Mantenha sua mente em ordem
Colossenses 2:1-5 – Estamos trabalhando e orando muito para que o coração de vocês seja confortado e para que todos tenham a forte convicção do entendimento para compreender o mistério de Deus, e que nele estão contidos todo entendimento e sabedoria. Apesar de distantes fisicamente, estamos conectados no Espírito. Ver como estão vivendo em ordem. Ver a firmeza da fé. Quando alguma área da nossa vida está em desordem, fatalmente as demais serão prejudicadas ao longo do percurso. Nesse tempo que vivemos nossos pensamentos precisam permanecer em ordem.
O ministério do Espírito Santo
Essa ministração está baseada em João 14:16, onde Jesus diz que enviaria outro Consolador. A palavra outro, significa um do mesmo tipo. A palavra Consolador é a junção de duas palavras. Que significa chamado para estar ao nosso lado. Nessa ministração, vamos ver que o Espírito Santo é uma duplicata de Jesus, e foi chamado para estar ao nosso lado.
Repousando em pastos verdejantes
Marcos 06:34 – Jesus observou a multidão e percebeu que ela estava aflita porque faltava pastor. Salmos 23 – “O Senhor é o meu pastor e nada me faltará” Os discípulos não entenderam que existe uma responsabilidade sobre a igreja para cuidar, para fazer a diferença, para ser a resposta, a solução. “Ide ver!” – O que podemos fazer? Tem algo que podemos fazer. Eles estavam com fome, ansiosos para serem supridos. Jesus está sinalizando que ansiedade não vai ajudar. É melhor sentar e se acalmar. “Ele me faz repousar em pastos verdejantes”.
Fiel é aquele que fez a promessa
As promessas de Deus para nossas vidas devem ser inegociáveis mediante as circunstâncias. Mesmo que a tempestade se levante ou que o vento se torne contrário, não podemos duvidar da Palavra e daquele que nos deu a mesma. Deus não é homem para que minta nem se arrependa. Ele é fiel a sua palavra e devemos ter convicção que ela nunca retorna para ele sem cumprir o motivo de ter sido liberada. Devemos prosseguir caminhando sobre as palavras que Deus liberou sobre as nossas vidas e, mesmo quando sob nossos pés só houver água, ou o vento agite o mar, sob esta palavra continuar caminhando olhando sempre para aquele que liberou a promessa