X
Menu
X

relacionamento

Alinhando a nossa alma
Existem duas maneiras de viver, a cultura da terra, e a dos céus. A cultura dos céus é o amor. Deus olhou para esse mundo e não pensou em exterminar os seres humanos, mas Ele os amou. Precisamos, ter a cultura dos céus em nós, para alcançarmos o próximo. Precisamos entrar num grau de relacionamento com Deus para entender e viver Sua cultura por completo. Quando vivemos o relacionamento, em oração e pela Palavra, não nos limitamos em estar conectados pelo espírito, mas estamos por completo, nos expondo a Deus, vivendo a virada do dia, que havia em Gênesis. Dessa forma, amaremos o próximo como Cristo, e alcançaremos essa geração para a salvação em Jesus.
Gratidão que gera mudança
Certa vez, Jesus curou um grupo de dez leprosos, mas apenas um voltou para agradecer. Essa passagem traz consigo um princípio importante para vivermos uma vida plena em Deus: a gratidão. Esse é um princípio poderoso que pode ativar muitas coisas na nossa vida. A gratidão abre caminho para a provisão de Deus. Devemos ser gratos a cada pessoa que foi canal para nos abençoar, ainda que não seja crente, devemos demonstrar a nossa gratidão. Andar nesse princípio vai mudar a sua vida!
Ministério “Somos Um” celebra dia dos namorados com Live sobre Relacionamentos
O dia dos namorados é uma data internacionalmente instituída e sua representação funciona como um lembrete para a valorização ao sentimento mais universal de todos, o Amor.
Projeto InterAgir: Igreja cria rede de relacionamento empresarial entre os membros
Já imaginou uma rede de relacionamento empresarial dentro da Igreja? Trata-se do Projeto “InterAgir” que a Igreja Verbo da Vida de Campo Grande (RJ) desenvolveu para apoiar os membros da igreja local que são empresários, tanto os formais quanto os informais, neste momento de isolamento social.
A obra do Espírito Santo em nós
Quando reconhecemos Jesus como nosso Salvador, nos tornamos filhos de Deus e recebemos o seu Espírito. Essa é a experiência do novo nascimento, quando nos tornamos habitação de Deus no nosso espírito, e sua presença é como uma fonte a jorrar para a vida eterna. Mas, existe uma outra porção para quem desejar, é o revestimento de poder, o Espírito Santo sobre nós nos capacitando a produzir evidências e testemunhar que Cristo está vivo em nós e através de nós. Essa mensagem nos alerta a não vivermos indiferentes à pessoa do Espírito Santo e trata da importância do relacionamento com Ele para que vivamos plenamente os propósitos de Deus para nossas vidas.
Sede sóbrios
A bíblia fala que o diabo cega o entendimento das pessoas. Existe da parte do diabo um interesse em nos cegar, enganar, tirar do foco e existe um interesse da parte de Deus em nos manter atentos e vigilantes. Lucas 21:34 -Um coração sobrecarregado onde não estamos atentos para os movimentos do reino do espírito. Uma pessoa embriagada naturalmente tem características e uma delas é perder a noção do perigo, da vulnerabilidade. Podemos estar nesse lugar e não estar percebendo que estamos. O quanto isso é perigoso. Um lugar de embriaguez ou cegueira espiritual. Achamos que está tudo bem, mas não está. Um bêbado raramente reconhece que está bêbado. Um bêbado espiritualmente também não. A frieza no relacionamento não vem de repente, vai acontecendo aos poucos, de forma sutil. Existe uma forma para não ficar parado, é manter o relacionamento, a intimidade, o fervor. Na comunhão, adoração e obediência.
Uma vida de oração
O Senhor Jesus, quando em seu ministério terreno, nos ensinou a orar ao Pai. Uma vida de oração é a base para o crescimento cristão e para uma vida espiritual fortalecida. Polyana de Sá nos ensina, nesta ministração, a importância do hábito de orar e de buscarmos um relacionamento diário com o nosso Pai Celeste.
A paternidade de Deus e o relacionamento Pais e Filhos
A Paternidade de Deus é um direito que o próprio Deus estabeleceu entre seus filhos. João 1:12-13, mos mostra que esse poder de ser feito Filho de Deus, está disponível para todos quantos escolhem por ele. E como filhos, nos tornamos herdeiros de uma herança poderosa conquistada na cruz por Jesus, a qual precisamos amadurecer na fé e aprender a desfrutar dessa nova realidade. Em João 3:18 a palavra nos ensina amar de fato e de verdade. Para que tudo vá bem, e para desfrutar dessa realidade de filhos de Deus na nossa família, na criação dos nossos filhos é importante lembrar, que a lei que rege o relacionamento de pais e filhos, é a mesma lei que rege o relacionamento cristão, a Lei do Amor. Ensino, disciplina, amor, boas maneiras e equilíbrio, são meios essenciais para obter sucesso na formação dos filhos. Lembrando sempre que, o maior exemplo para eles, é a prática daquilo que ensina. Através desses meios bem executados e alinhados à Palavra, obteremos honra e submissão dos filhos, papéis essenciais na vida e formação deles.
06/09/2019 – 2º Tempo – Pr. Edgley Lacerda
A salvação é muito mais que o livramento da condenação eterna. Ela abre a porta para um relacionamento com Deus. Ouça essa ministração e entenda o desejo de Deus de estabelecer intimidade com seus filhos e filhas, para que todos eles possam ser completos.
Plenos no amor de Deus
Plenitude significa completo, pleno ou cheio. É o estado daquilo que foi feito na totalidade, que atingiu a avaliação ou medida máxima. Deus nos criou para termos Relacionamento com Ele e entre nós. A força motora que nos faz ter relacionamentos se chama Amor. Porém não o Amor apenas em seu significado amplo da língua portuguesa mas o Amor de formas específicas como veremos no grego. Nesta ministração você irá entender que existem muitas formas de Amor e o objetivo e propósito de cada um, porém, somente um deles é capaz de nos completar.