X
Menu
X
Igreja Evangélica Verbo da Vida
Recife - Zona Norte

21 DE JUNHO – Transformação – Kenneth E. Hagin

Porque, em Cristo Jesus, nem a circuncisão nem a incircuncisão têm virtude alguma, mas sim o ser uma nova criatura. GÁLATAS 6.15

Porque nem a circuncisão [agora] é de alguma importância, nem a incircuncisão, mas [somente] uma nova criação [o resultado de um novo nascimento e de uma nova natureza em Cristo Jesus, o Messias]. GÁLATAS 6.15 (AB)

A primeira coisa que zoé faz com o homem é transformar o seu espírito. Sua natureza torna-se, então, co-participante da de Cristo; zoé faz do homem uma nova criatura: Assim que, se alguém está em Cristo, nova criatura é: as coisas velhas já passaram; eis que tudo se fez novo (2 Co 5.17).

Esse novo homem, ou nova criatura, deverá, portanto, permitir que seu homem interior o domine. Quando nós, cristãos, procedemos dessa forma, deixamos que a vida de Deus, em nosso íntimo, fale por nós.

As pessoas percebem os efeitos dessa vida de Deus dentro de nós. Percebem as mudanças em nossos hábitos, em nossa conduta, em nossa fala e assim por diante. Os criminosos são convertidos em cidadãos; os ladrões se tornam honestos; aquele que se embriagava não mais o faz; e as prostitutas deixam os seus caminhos pecaminosos. Nenhum caso é incurável!

Ao receber essa vida [zoé], o homem descobre um novo tipo de amor, o ágape. Quando o cristão permitir que esse amor o domine, a causa das discórdias nos lares – o egoísmo – será eliminada.

Confissão: Sou uma nova criatura. A vida e a natureza de Deus foram transmitidas ao meu espírito. Deixarei que a vida dEle e o Seu amor me dominem”.

Postagens Relacionadas

16 DE JULHO – Provisão abundante – Kenneth E. Hagin 15 DE JULHO – Sinal verde – Kenneth E. Hagin 14 DE JULHO – Sinal vermelho – Kenneth E. Hagin 13 DE JULHO – Orientação sobrenatural – Kenneth E. Hagin 12 DE JULHO – Número um: O Testemunho Interior 11 DE JULHO – O Espírito Testtifica – Kenneth E. Hagin 10 DE JULHO – Olhe para dentro – Kenneth E. Hagin 9 DE JULHO – Meu espirito ora – Kenneth E. Hagin
Deixar um comentário

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *